enjoo matinal

O que é enjoo matinal? Causas e como lidar com o problema

Gravidez

Os enjoos matinais, tão comuns durante a gestação, preocupam as mulheres, mas no fim das contas representam uma gravidez segura e bebês saudáveis. 

Isso é indicado no estudo publicado na edição de agosto, de 2014, do periódico científico Reproductive Toxicology, com base em dados de dez estudos conduzidos em cinco países entre 1992 e 2012. 

Segundo a pesquisa, sintomas como náuseas e vômitos durante a gravidez foram associados a uma menor incidência de abortos espontâneos e ao nascimento de bebês maiores, além de menos risco de defeitos congênitos e melhor desenvolvimento de longo prazo das crianças.

Ainda segundo os estudos, 85% das mulheres grávidas apresentam algum tipo de enjoo matinal, cujos sintomas variam de leves a severos. 

Apesar disso, o que causa esses enjoos? Eles são sempre inofensivos? Como lidar com eles? A gente te conta! 

O que causa o enjoo matinal nas gestantes?

Todo mundo sabe que o corpo da mulher passa por inúmeras mudanças durante a gestação. Durante esse período, o estômago da nova mamãe produz muito mais ácido do que o normal, tornando a digestão bem mais lenta, por exemplo. 

Além disso, existe uma grande alteração hormonal no corpo da mulher. Alguns médicos acreditam que os enjoos, e vômitos, têm relação com os níveis do hormônio beta-hCG. Em resumo, quanto maior o nível de beta-hCG, maior a chance da ocorrência de náuseas e vômitos durante a gestação.

Ou seja, a mudança hormonal e no funcionamento do corpo da mulher durante a gestação é a principal causa dos enjoos, principalmente os matinais, como também é a causa dos vômitos recorrentes. 

Os enjoos matinais podem ser um problema?

A resposta direta para essa pergunta é não. Apesar dos enjoos serem muito comuns nesse período, eles não costumam atrapalhar de alguma forma a evolução da gravidez. 

Leia também:  Como Aumentar Suas Chances de Ter Gêmeos: Saiba Tudo!

Apesar disso, caso a frequência dos enjoos e vômitos seja muito alta, isso poderá caracterizar um problema chamado hiperêmese gravídica

A hiperêmese gravídica é quando os vômitos se tornam tão frequentes que causam desidratação e alterações eletrolíticas. Eventualmente seu médico poderá prescrever medicações para a reduzir os sintomas.

Dito isso, se você sentir que os enjoos e vômitos estão mais recorrentes ou fortes que o habitual, procure seu médico. 

Como evitar os enjoos? 

É preciso deixar claro que não existe nenhum remédio milagroso que vai sumir com os enjoos matinais de uma vez por todas, aliás, isso faz parte da rotina normal da gestação. 

Apesar disso, existem algumas ações que podem ser tomadas para evitar que o problema aconteça com frequência, ou que pelo menos suavize esse sintoma para a mulher. 

Dito isso, separamos oito dicas essenciais para você: 

1 – Evitar cheiros e comidas fortes ou que causem náusea

Primeiramente, durante a gestação, as mulheres tendem a ficar mais sensíveis aos mais variados sabores e odores, por isso, é interessante evitar, na medida do possível, cheiros e comidas com odores muito fortes que possam ou que já causaram náusea.

2 – Optar pelo consumo de alimentos mais frios e menos temperados

É sempre interessante optar por alimentos mais leves durante a gravidez. De preferência escolha por alimentos não muito temperados e em temperatura ambiente, ou frios, assim eles exalam menos cheiro e causam menos mal estar.

3 – Lanche 

É interessante sempre deixar uma bolacha, lanche ou água com sal sempre por perto, para ingerir ao acordar. Ao acordar pela manhã, coma algum alimento leve e aguarde uns 20 ou 30 minutos, para então se levantar da cama.

Leia também:  Gravidez após abdominoplastia: pode ou não pode?

4 – Fazer refeições pequenas de 3 em 3 horas

O estômago vazio piora a náusea, por isso evite ficar muitas horas sem comer. Coma com intervalos curtos e regulares, nem que seja uma fruta ou uma barrinha de cereal. O ideal é que você se alimente, no mínimo, de 3 em 3 horas. 

5 – Incluir gengibre na alimentação

Comer um pedacinho de gengibre ou chupar balas de gengibre ajuda na hora da digestão, diminuindo a irritação da parede do estômago. Mas cuidado, gengibre não é um bom alimento para quem tem pressão alta, então só consuma se a sua pressão for normal ou estiver estável. 

6 – Manter-se hidratada

Água é sempre o melhor remédio, para gestantes ou não. Por isso, beba água de tempo em tempo, mas evite beber líquidos durante as refeições. Em resumo, beba água toda hora, ou sempre que puder. 

7 – Praticar exercícios físicos de acordo com a indicação médica

A movimentação é uma aliada de todo mundo, colaborando com a qualidade de vida e o bem estar. E isso não seria diferente durante a gestação. Mas vale lembrar que é importante consultar o seu médico, para que você não ultrapasse os limites saudáveis. 

8 – Cheirar limão ou chupar um picolé de limão

Por fim, o limão pode ajudar a amenizar a náusea. Por isso, uma dica é tomar chá gelado com limão, colocar rodelas de limão na água com gás, chupar um picolé ou, até, cheirar o limão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *