higienizacao quarto bebe

7 Dicas Simples Para a Higienização do Quarto do Bebê

Bem Estar Higiene

Se a higienização do quarto do bebê  sempre foi fundamental, em tempos de pandemia é ainda mais importante. A chegada de um neném muda por completo os hábitos familiares da casa.

Com o tempo, praticamente tudo passa a girar em torno desse pequeno ser humano. Com isso, uma das primeiras providências tomadas pelo casal é definir o melhor cômodo da casa para ser transformado no quarto do bebê.

A decoração, o enxoval, o kit de higiene, os acessórios, tudo é escolhido com muito cuidado e carinho para receber o neném. Assim, quando o bebê sai da maternidade e vai para casa, está tudo de acordo, inclusive a limpeza do ambiente.

Ao se tratar de cuidados para crianças, inúmeros fatores devem ser levados em consideração e a higienização do quarto do bebê é uma delas.

Isso porque a assepsia do local precisar ser diferente do resto da casa. O que significa que não basta passar uma vassourinha no chão, seguido por pano úmido e espanador nos móveis. Nada disso! Embora a limpeza não seja complexa, ela requer atenção e cautela.

Dito isso, a seguir, separamos para você algumas dicas de ouro para manter a higienização do quarto do bebê em dias sem prejudicar o bem-estar e a saúde do pequeno. Confira!

7 Dicas de higienização do quarto do bebe

1 – Nada de vassouras

A vassoura é o primeiro acessório de limpeza que vem em mente quando pensamos no assunto. Ela é prática, teoricamente rápida, compacta e exerce bem sua função. O problema, contudo, está no fato de ela levantar muita poeira ao ser utilizada.

Por isso, o mais recomendável é usar o aspirador de pó, todos os dias de preferência. E não precisa economizar, além do chão, passe o aspirador nas cortinas, almofadas, estofados, no colchão do neném e até mesmo nos bichinhos de pelúcia. Assim, o melhor é se acostumar a ele!

Leia também:  Coisas Úteis Para Bebê: Principais Itens Indispensáveis

2 – Muito ar fresco

O remédio mais eficaz contra a proliferação de ácaros e fungos é vento fresco e luz natural. Sendo assim, é altamente indicado manter o quarto do bebê muito bem ventilado, com as janelas abertas durante o dia porque, de quebra, você também aproveitará a luz do sol.

3 – Cuidado com os lençóis

A higienização dos lençóis é tão importante quanto a roupa de corpo da criança. Itens como colchas, cobertores, fronhas e edredons devem ser trocados toda a semana, no mínimo. Ao retirar os lençóis para lavar, aproveite o tempo e limpe todo o berço com pano umedecido.

Outra dica de ouro está nos produtos de lavagem, os quais precisam ser neutros para não agredir a saúde do bebê.  Nos primeiros meses, o sistema imunológico do bebê ainda está em formação, por isso, usar produtos de limpeza pode ocasionar futuras alergias.

4 – Atenção quanto aos produtos de limpeza

O tópico anterior nos traz a um ponto bastante importante, os produtos utilizados na higienização do quarto do bebê. Essa parte requer muito cuidado, pois um ambiente limpo não precisa estar cheiroso.

O mais recomendável é usar produtos neutros, já que o odor químico pode gerar reações alérgicas à criança. Aqui vai outra dica de ouro, duas, na verdade. A primeira é que para limpar o quarto do seu filho, muitas vezes não é necessário usar produtos químicos. O aspirador e pano úmido com água já resolvem muito.

A outra é que, caso opte por usar os neutros, leia bem a embalagem, porque usar quantidade maior da indicada no rótulo, além de não ter efeito diferente, pode ser um gasto desnecessário.

5 – Limpe o quarto sem o bebê nele

Muitos pais precisam se desdobrar entre a correria do dia a dia e os cuidados com o bebê. Com isso, eventualmente um ou outro relapso acontece, sendo limpar o quarto do filho com ele dentro. Talvez a ação economiza tempo, porém, ela é contraindicada, pois pode prejudicar o bem-estar e mesmo a saúde do pequeno.

Leia também:  Chá de Picão Para Bebê: O Que É, Pra Que Serve e Como Usar!

O combo de produtos usados, barulhos causados pelos aparelhos eletrodomésticos e toda a movimentação no ambiente, podem deixar o bebê agitado e, caso seja algo frequente, ainda pode desencadear uma série de problemas, inclusive de saúde.

6 – Na decoração, menos é mais

É quase inevitável os pais não se empolgarem ao montar o quarto do neném. Até porque, o que não falta são opções de decoração. No entanto, este é o famoso caso do “quanto menos, melhor”. Entenda, fique à vontade para enfeitar o quarto do seu filho, porém, não precisa transformá-lo em um circo.

Isso porque quanto mais coisas forem colocadas no quarto, significa mais trabalho para higienizá-lo.

Lembre-se, nos primeiros meses de vida, o sistema imunológico do bebê está em desenvolvimento, portanto, ele é um ser vulnerável a detalhes que consideramos banais.

Procure deixar seu filho cercado do mínimo de objetos possível.

7 – Tenha a rotina como melhor amiga

Aprender a dividir os afazeres diários é algo necessário e ao mesmo tempo muito difícil de alcançar.

Com tantas atividades a serem realizadas num mesmo dia, se não houve cuidado, a vida sai dos eixos. Por isso, criar e principalmente manter uma rotina com criança em casa é fundamental.

O costume começa de berço. Estabelecer tal hábito pode ser penoso no início, mas vale a pena o esforço encontrar um dia na semana para encaixar seus horários com a organização e limpeza do quarto do bebê. Poupa tempo e colabora com o bem-estar do seu filho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *