depressao pos parto

Depressão Pós-Parto: O Que é? Causas e Tratamento!

Bem Estar Gravidez

Muitas mulheres, após o parto, apresentam sintomas como tristeza profunda e alteração de humor. Esse período é difícil para todas as mamães, e certamente pode gerar ansiedade e estresse. Mas em alguns casos pode acontecer algo mais profundo, a depressão pós-parto.

Apesar de inicialmente parecer um problema raro, uma em cada quatro mulheres que dão à luz sofrem com a depressão pós parto – ou simplesmente DPP, como também é chamada. Em geral, segundo pesquisas, 25% das mulheres no Brasil apresentam sinais de DPP. 

Você sabe o que é a depressão pós-parto? Você conhece as causas, sintomas e tratamentos? Hoje, reunimos tudo sobre a depressão pós-parto e como lidar com esse problema!

Navegue mais rápido pelo artigo:

O que é a depressão pós-parto? 

Como o próprio nome já diz, é uma depressão que acomete a mãe logo após o parto. Normalmente, logo depois de ter o bebê, a mãe é acometida por uma tristeza profunda sem uma justificativa prévia. 

Nesse período, ocorre uma alteração de humor muito forte, decorrente das alterações hormonais do final da gravidez. 

É preciso esclarecer que a maioria das mulheres sentirão sentimentos contraditórios nesse período, justamente por causa da alteração dos hormônios. Algumas mulheres irão sofrer algo mais pesado, como a depressão pós-parto, e outras não. 

Além disso, algumas mulheres irão desenvolver algo ainda mais profundo, a psicose pós-parto. No geral, existem três níveis que podem acometer as mães após o parto, sendo:

  • Baby Blues – também chamado de disforia puerperal, trata-se de uma labilidade emocional, que ocorre por fatores hormonais onde o organismo da mulher está se reorganizando para voltar ao seu estado normal;
  • Depressão Pós-Parto – sentimento de melancolia profunda e tristeza, que pode paralisar a nova mamãe; ;
  • Psicose Pós-Parto – é a depressão pós-parto no último estágio, sendo o mais pesado de todos e podendo fazer muito mal para a mãe e o bebê.
Leia também:  Dor do Parto: Tire Todas as Suas Dúvidas!

Sintomas da depressão pós-parto 

Existem alguns sintomas básicos da depressão pós-parto:

  • Sentimento de tristeza;
  • Desespero constante;
  • Perda de prazer na maioria das atividades diárias;

Apesar desses serem os sintomas mais comuns, também existem outros sintomas que podem ocorrer em alguns casos:

  • Perder ou ganhar peso;
  • Vontade de comer mais ou menos do que o habitual;
  • Dormir muito ou não dormir o suficiente;
  • Inquietação ou indisposição;
  • Cansaço e energia;
  • Sentimento de indignação ou culpa;
  • Dificuldade para se concentrar ou tomar decisões;
  • Ansiedade e excesso de preocupação.

Além disso, algumas mulheres sentem sintomas mais graves, como começar a pensar em uma morte súbita ou até mesmo tirar a própria vida. Também acontece em casos mais raros de mães que tem o pensamento de fazer algum mal ao bebê. Esses sintomas já podem caracterizar uma psicose pós-parto. 

Causas da depressão pós-parto

Não existe um único fator dominante que pode causar a depressão pós-parto. Existem vários elementos que podem contribuir para que a doença apareça na nova mamãe. 

Primeiramente, uma das causas são as mudanças físicas. Logo depois do parto, acontece uma queda nos hormônios estrogênio e progesterona, e essas mudanças contribuem para um quadro de depressão pós-parto. 

Outros hormônios produzidos pela glândula tireoide também pode cair, aumentando o cansaço e causando a sensação de tristeza. Além disso, mudanças no volume de sangue, pressão arterial, sistema imunológico e metabolismo podem contribuir para a fadiga e alterações de humor.

Os fatores emocionais também são responsáveis pelo problema. A privação de sono e estresse podem atrapalhar e dificultar a nova rotina diária. A mãe também pode se sentir menos atraente ou começar a pensar que perdeu o controle da própria vida, e tudo isso pode causar a depressão pós parto. 

Leia também:  Quem faz abdominoplastia pode engravidar? Saiba Aqui!

Enfim, o novo estilo de vida pode levar a depressão pós-parto, como um bebê inquieto, dificuldade de amamentação, filhos mais velhos com ciúmes, problemas financeiros, falta de apoio do parceiro, ou afins. 

Tratamento da depressão pós-parto 

Existem inúmeros tratamentos para a depressão pós-parto, sendo um dos principais o uso de medicação. É comum o uso de antidepressivos de seis meses a um ano após o parto nesses casos. Pacientes com o problema mais grave, podem intercalar medicação e terapia. 

Mesmo com o uso de medicação, mulheres com depressão pós-parto precisam de apoio das pessoas próximas e recebem orientação durante todo o período em que estiverem usando medicação. 

Outro tratamento popular é a psicoterapia. Mesmo que a mãe esteja passando pelo problema, o indicado é que o pai também participe das sessões. Os dois métodos utilizados são:

  • A terapia cognitivo-comportamental, que ajuda a tomar conta da maneira como você pensa e sente.
  • O aconselhamento interpessoal, que fornece suporte emocional e ajuda na resolução de problemas e definição de metas.

Alguns casos pedem a terapia hormonal, que neutraliza os níveis de estrogênio rapidamente e alivia os sintomas mais pesados. Esse tipo de tratamento não é tão popular, uma vez que não seja comprovado sua eficácia. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *